Acessos
Sexta, 19 de outubro de 2018
82 9 8139-0717 Anuncie seu produto ou serviço com a gente

33º

Min 21º Max 35º

Parcialmente nublado

Carneiros - AL

às 13:16
Política

28/09/2018 ás 11h36

65

Silvanio Rocha/DRT Registro Profissional 1448

Poço das Trincheiras / AL

Lula pediu que Collor desistisse de disputa ao governo de Alagoas, diz revista
Segundo reportagem da IstoÉ, estratégia seria para beneficiar o presidenciável Fernando Haddad
Lula pediu que Collor desistisse de disputa ao governo de Alagoas, diz revista

Preso há seis meses na sede da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Lula está apenas no início do cumprimento de uma pena de 12 anos e 1 mês de cadeia por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Mas ao que parece, não deixa de operar mesmo de dentro do presídio.


Segundo publicação desta sexta-feira, 28, da revista IstoÉ, o ex-presidente teria montado uma estratégia para beneficiar Haddad em Alagoas. Para isso, contou com os préstimos do senador Renan Calheiros (MDB-AL).


Em mensagens transmitidas pelo ex-ministro Gilberto Carvalho a Renan, candidato à reeleição, Lula teria pedido para que o senador convencesse o também senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) a desistir da disputa ao governo de Alagoas contra Renan Filho (MDB), candidato à reeleição. Àquela altura, Renanzinho ostentava 46% das intenções de voto e Collor 22%.


Os dois rumavam para o segundo turno. A ideia acalentada por Lula era que Renanzinho fosse eleito no primeiro turno, reservando o segundo turno para se dedicar de corpo e alma a Haddad. 


Em troca, o filho de Renan se comprometeria a aumentar as verbas da mídia do governo dos atuais R$ 300 mil por mês para R$ 800 mil mensais para a TV de Collor em Maceió. O acerto, pelo visto, foi bem azeitado. Collor renunciou, Renanzinho saltou para 65% e deve ser reeleito na primeira etapa das eleições alagoanas.


Ainda segundo a revista, o PT espera que Renan Filho cristianize Meirelles em favor de Haddad. Há, no Estado, quem diga que isso já aconteceu. Na última semana, Haddad subiu de 2% para 28% em Alagoas. Avalista do acerto, Renan sonha em voltar a comandar o Senado, a partir de 2019, com o apoio de Lula.


Fonte: Redação  IstoÉ

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Eleições 2018

Eleições 2018

Blog/coluna Eleições 2018
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium